Tag Archives: carnes

Carreteiro com cogumelos e arroz parboilizado

6 mar

Para o início de semana, vou mostrar um prato feito com as sobras de um churrasquinho para dois. O toque especial ficou por conta do cogumelo e do arroz parboilizado da Granjeiro, lançamento no mercado nacional que o Tem Que Provar mostra antes para vocês!

A Granjeiro trouxe uma tecnologia da Itália que deixa o arroz parboilizado com a cor e o gosto mais parecidos com as propriedades do arroz branco, mantendo, no entanto, todas as propriedades do parboilizado. Aprovamos na hora, e como minha nutricionista prefere que eu coma o parboilizado ou integral, lá em casa ele virou o carro-chefe.

Ingredientes para 2 pessoas:
250 g de carne cortada em pedaços pequenos;
150 g de cogumelos frescos;
1 xícara de arroz parboilizado da Granjeiro;
1 cebola cortada em rodelas;
1 lata de tomate pelado;
2 xícaras de água;
½ taça de vinho tinto;
½ copo de suco de laranja,
Sal a gosto;
Azeite de oliva; e
Pimenta preta.

Modo de preparo:

Corte a carne em pedaços e reserve junto com a cebola e o alho. Esquente a panela com óleo e refogue a cebola e o alho; adicione a carne. Caso você tenha somente a carne crua, tempere com shoyu, azeite, alecrim, pimenta preta e sal e refogue os pedacinhos depois da cebola por cerca de 10 minutos, ou até que fiquem cozidos.

Acrescente o cogumelo cortado, deixe refogando por mais uns 3 minutos e adicione o arroz, deixando na panela por uns 2 minutos. Aos poucos, coloque a taça de vinho, mexendo até o álcool evaporar.
Adicione o suco de laranja e os dois copos de água, deixe o arroz cozinhar e, aos poucos, mexa, para evitar que grude no fundo da panela. Ajuste o tempero. Normalmente demora cerca de 20 a 25 minutos, dependendo da intensidade da chama. Se preferir um molho mais espesso, adicione molho de tomate, de preferência um molho mais natural, como La Fiumannte ou De Cecco.

Quando o arroz estiver no ponto, deixe secar por 5 minutos com a panela tampada.

Sirva com queijo parmesão ralado de preferência na hora e azeite de oliva; eu ainda acrescentei pimenta peperoncino, ficou delicioso!!

Grelhados Batuva – Pelotas (RS/BR) e Rio Branco (UY)

24 fev

Passamos o carnaval no Cassino com a minha família, e claro que demos uma esticadinha a Rio Branco, no Uruguai, para algumas comprinhas gastronômicas. No final, além das compras, saímos de lá com uma dica e tanto para os gourmets de plantão: a filial no Uruguai do restaurante Grelhados Batuva.

Com a sede na cidade de Pelotas/RS, a Grelhados Batuva nasceu em 1995 e, em 2009, inaugurou a filial em Rio Branco, no Uruguai. O lugar é lotado e prima pelo atendimento de qualidade, o que de cara fisgou nossa atenção. Mas a arma secreta são realmente os grelhados e os acompanhamentos, que fisgaram de imediato nosso estômago.

O ambiente é superelegante e aconchegante. O balcão que separa a parrillera do público é um luxo só.

Pedimos o queijo parrillero com orégano, uma molleja e um chorizo fino de entrada, mas Cacau insistiu para que provássemos o couvert, o que desde já agradecemos, porque os molhinhos de acompanhamento são uma delícia. Além disso, o pão é elaborado na sede em Pelotas e assado na parrillera, já imaginou a gostosura?

A molleja foi disparada a melhor que já comi: o ponto estava perfeito e deu quase separação para ver quem ficava com o último pedaço.

Para o prato principal, pedimos um assado de tira e um entrecot, e como acompanhamento uma batata suíça. As carnes estavam deliciosa, e a batata, recheada com queijo, foi o toque final. Mas não acaba por aí: Cacau nos trouxe a batata Batuva para experimentarmos, que é deiciosa, servida ao forno com molho com creme de leite e uma farofinha na manteiga maravilhosa.

A filial da Grelhados Batuva do Uruguai fica na Avenida General Artigas, 208, em Rio Branco, fronteira com Jaguarão/BR. Funciona nos dias de semana, das 11h30 às 15h e das 19h30 às 23h30; nos domingos, o horário é das 11h30 às 15h ‒ mas fique atento, porque a casa lota para o almoço e não abre segundas-feiras.

Agora, Rio Brancou é ponto garantido de compras boas e de gastronomia de ponta, Tem Que Provar!!

Bife à milanesa ao forno com queijo parmesão

28 out

Hummm bifinho a milanesa...

Para fechar a semaninha cansativa, resolvi colocar uma dica de almoço bem brasileira: um bife à milanesa, mas com toques diferenciados; a mistura da farinha é com farinha integral e queijo parmesão, que deixa a carne deliciosa. E, em vez de fritar, que tal tentar fazer a carne no forno? Ficou excelente e bem mais light! Tem Que Provar!!

Claro que, se você preferir que fique mais crocante, fritar a carne é a medida mais acertada. Mas, como está chegando o verão… tento diminuir a gordura do prato sem tirar nada do cardápio. Servi o prato com arroz 7 grãos, feijãozinho caseiro da Luiza e um brócolis feito só na água com sal. Delicioso.

Ingredientes – 2 porções:
300 g de alcatra;
1 pacote de queijo parmesão ralado;
1 ovo;
Farinha integral para fazer o à milanesa;
2 colheres de vinagre balsâmico;
Pimenta preta a gosto;
Noz moscada,
Sal para temperar; e
Azeite de oliva extravirgem.

Modo de Preparo:

marinando a carne no tempero

Tempere a carne com sal, pimenta preta, noz moscada, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico para cada pedaço e azeite de oliva; deixe marinando por 15 minutos, para absorver bem o tempero.

Preparando a mistura

Enquanto isso, aqueça o forno a 180 graus e prepare a mistura do ovo, misturando com um grafo a gema e a clara em um prato fundo. Depois, faça a mistura da farinha: 1 xícara de farinha para ¾ do pacote de queijo ralado. Coloque em outro prato fundo e reserve o queijo ralado que sobrou para colocar em cima da carne quando for ao forno.

Agora é a parte mais problemática: pegue cada pedaço de carne por vez, molhe os dois lados na mistura do ovo, deixe alguns segundos e, em seguida, coloque na mistura de farinha e queijo; vire, de forma que ambos os lados fiquem cobertos pela mistura seca. Por fim, disponha os pedaços em uma forma forrada com alumínio, para diminuir a sujeira.

Indo para o forno

Ponha o resto do queijo ralado por cima das carnes e leve ao forno por 15 minutos. Se preferir mais malpassado, deixe 2 minutos a menos.

Sirva com arroz, legumes e, claro, um feijãozinho delicioso.

Hummm bifinho a milanesa...

Spaghetti com iscas de filé e cebola caramelizada

20 set

Iscas de Filé - sirvam nossas façanhas de modelo à toda a terra!!

Eu realmente queria homenagear a Revolução Farroupilha com alguma receita mirabolante, que transmitisse um pouco da coragem de todos os farrapos, mas nada melhor do que um bom churrasco e churrasco… não há gaúcho que não saiba fazer, assim o menu do almoço foi alterado, para esse delicioso Spaghetti com iscas de filé e cebola caramelizada.

A receita tem poucos ingredientes e é de fácil preparação, otima opção para quem gosta de misturar doce com salgado.

Confesso que tenho paixão por spaghetti, mas em favor da diversidade das massas, prometo elaborar as receitas com outros tipos como penne, talharim ou linguini, mas essa combinava demais com spaghetti. Então panelas em mãos e avante nessa revolução da culinária prática!!!

Ingredientes para 2 pessoas:

250g de spaghetti;
1 e meia caixa de creme de leite;
300g de iscas de filé ou outra carne macia;
1 cebola média;
1 colher de sopa de açucar;
Pimenta preta;
Azeite de Oliva extra virgem; e
Queijo ralado.

Modo de Preparo:

Corte as iscas de filé e já tempere com pimenta preta, azeite de oliva, um pouco de vinagre balsâmico ou molho shoyo e uma pitada de sal. Corte a cebola em rodelas. Ponha a àgua na panela da massa para ferver, com um pitada de sal e um fio de azeite de oliva.

Preparando a Batalha !!

Enquanto a àgua esquenta, deixe a carne absorvendo o tempero. Em uma frigideira, refogue a carne até dourar, retire da frigideira, coloque a cebola e depois de 3 min refogando acrescente o açucar, deixando a cebola bem dourada, caramelizada. Coloque a massa para cozinhar, respeitando o tempo indicado na embalagem.

Molho pronto para receber a massa!!

Misture as iscas à cebola caramelizada, baixe o fogo e acrescente o creme de leite. Ajuste o sal. Com a massa pronta, misture a massa à frigideira do molho para que este penetre bem na massa.
Sirva com pimenta preta, queijo ralado e um divino azeite de oliva extra virgem, como acompanhamento sugiro um cabernet sauvignon.

Iscas de Filé - sirvam nossas façanhas de modelo à toda a terra!!

Dicas:
Se preferir, coloque um pouquinho de rum para flambar a cebola, deixa a comida maravilhosa…

Schullas Klein House – excelente pedida

15 set

Schullas

Conhecido como Schullinhas, a dica de hoje vai para o Schullas Klein House!! O restaurante fica na Rua Cândido Silveira, 222, Bairro Auxiliadora e o ambiente é agradabilíssimo!!! Ontem depois de um dia de trabalho e ginástica, resolvemos sair para jantar e a escolha foi certeira!!!
filé ao alho e óleo

Seguindo a filosofia do blog, resolvemos provar um prato novo, já que todas as vezes que vou no Schullas não consigo deixar de comer o delicioso e caprichado RAHM SCHNITZEL ( filé `a milanesa, recheado com molho de nata e fritas que ainda vamos postar a receita aqui), mas a troca valeu muito a pena!

Comemos um STEAK TARTARE, prato diferente, da culinária alemã, ideal para quem curte kibe cru (como eu). A experiência já começa com o ritual do garçom preparando o prato na sua frente na mesa, já que a carne é crua– lembre-se de pedir pelo Anderson Alemão, ele e especialista em servir esse prato! Depois é servido uns pãezinhos quentinhos para comer junto! É uma delícia!!!

O restaurante tem pratos para todos os gostos, reserva um capítulo do cardápio para as receitas da culinária alemã, como o prato que comemos. No cardápio você encontra o clássico filé à Osvaldo Aranha, coberto de alho e com acompanhamento de batata, farofa e arroz! Os petiscos são deliciosos e o chopp geladíssimo. Aos sábados o restaurante tem servido feijoada, que ainda não provei, mas tem que provar!!

filé de dar água na boca