Tag Archives: funghi

Risoto de funghi e gorgonzola – Amigos do Tem Que Provar – Letícia Aiub

23 nov

Risoto da Lelê

Nesta semana a coluna Amigos do Tem Que Provar traz minha superamiga de infância Letícia Aiub. Em um jantar para as amigas Cacá Kern, Ari Lima e para mim, Letícia surpreendeu a todas com esse maravilhoso prato.

Amigas da Vida - Ari, eu, Lelê e Cacá

Lelê comprou todos os ingredientes fresquinhos no Mercado Público, e como acompanhamento serviu uma salada bem leve e fácil de fazer, com alface e palmito.

No final, ainda tivemos sorvete de sobremesa, com um lançamento da La Pataia, trazido do Uruguai, que vai ser assunto de outra dica aqui no blog.

Lelê, obrigada pelo jantar; agora pessoal… Tem Que Provar!!

Ingredientes para 4 pessoas:
3 xícaras de arroz integral;
150 g de funghi;
250 g de gorgonzola;
1 alho-poró;
1 cebola roxa;
7 xícaras de água;
Sal a gosto;
2 colheres de sopa de manteiga;
Azeite de Oliva;
Amendoas tostadas; e
Pimenta preta.

Modo de preparo:

Lavar bem o funghi. Depois, reservar em um recipiente grande com as 7 xícaras de água morna, para hidratar o funghi. Vamos aproveitar essa água para cozinha o arroz. Corte o gorgonzola em padaços, a cebola e o alho-poró em rodelas.

Esquente a panela do risoto com manteiga e óleo; despeje o alho-poró e a cebola e deixe refogar por uns 5 minutos. Acrescente o arroz integral; deixe dourar por uns 2 minutos.

Acrescente a água do funghi e alguns funghis e deixe cozinhar por uns 20 minutos. Quando o arroz estiver secando e quase no ponto, coloque os pedaços de gorgonzola, ajuste o sal, adicione as amêndoas previamente totadas em uma frigideira e a pimenta preta.

Sirva com uma salada como a da Letícia ‒ alface crespa e roxa e palmito ‒, fica delicioso!!

pronto para servir

Risoto da Lelê

Risoto a 6 mãos

13 out

Risoto a 6 mãos

Terça-feira à noite, véspera de feriado, pede uma junção de pessoas, um jantarzinho comemorativo, afinal, era Dia das Crianças no dia seguinte!  Lou e eu reunimos os padrinhos dele e o Vitto, italiano de Matera, noivo da prima de Lourenço. Tínhamos o grande desafio de cozinhar para ele. Fizemos uma entradinha da qual vamos falar em outro post, e de prato principal serviríamos um risoto de funghi secchi, com damasco e mozarela de búfala.

Como um típico italiano, Vitto participou da elaboração do risoto, ele e Lourenço. Por isso, demos ao prato o nome de “Risoto a 6 mãos”, porque foi feito por uma equipe com que adorei trabalhar na cozinha: Vitto, Lourenço e eu!!!

Ingredientes – 4 porções:

150 g de funghi secchi;

2 xícaras de arroz arbóreo;

100 g de damasco;

70 g de mozarela de búfala;

½ taça de vinho tinto;

1 l de caldo de galinha;

6 colheres de sopa de manteiga;

50 g de queijo ralado;

Pimenta preta a gosto; e

Azeite de oliva extravirgem.

Modo de Preparo:

Preparativos para o prato

Dissolva o caldo de galinha no litro de água quente. Lave o funghi e coloque tudo em uma tigela com água morna, para hidratar. Aqueça bem o óleo e 3 colheres de sopa de manteiga; adicione o arroz; depois de 2 min., adicione o vinho e deixe cozinhando por mais 2 minutos ou até soltar a goma do arroz. Vá, aos poucos, derramando o caldo de galinha e mexendo.

Misturando tudo... hummm está ficando bom...

Deixe sempre o caldo secar um pouco e o arroz ficar com a goma novamente. Depois, derrame mais um pouco do caldo e assim vai, por uns 18/20 minutos ou até que o arroz esteja no ponto. Baixe o fogo, coloque o funghi já hidratado, os damascos cortados em tirinhas ou cubos, misture, adicione o queijo ralado e coloque o resto da manteiga. Desligue o fogo e deixe descansar por uns 5 minutos.

Sirva com pimenta preta ou peperoncino e azeite de oliva. Mangia che te fa bene! É DELICIOSO! Tem Que Provar!!

Lou e eu - dupla dinâmica !!!

Risoto a 6 mãos

Vitto!!!!! Excelente janta!!!

Dicas:

Se tiver lascas de amêndoas, salpique-as por cima do risoto, dá um toque especial.

Sugerimos um Cabernet Sauvignon para acompanhar o prato. Tomamos o argentino Latitude 33, vale a pena!

Dicas de Compras:

Use o funghi chileno, é bem mais barato – quase 1/10 do preço ‒ que o funghi porcini e é muito semelhante o gosto. Compramos o nosso no Armazém 196 da Padre Chagas, mas no Mercado Público tem para vender também.